O termo material macio é normalmente empregado devido ao baixo esforço necessário dos parafusos de aperto quando da compressão da junta montada. Este termo é usado para distingui-las das juntas metálicas que necessitam de altos esforços dos parafusos quando da montagem.


São utilizadas em uma ampla variedade de aplicações, tais como, flanges de tubulações, trocadores de calor, compressores e válvulas castelo. Podem ser adquiridas em uma grande variedade de formatos ou serem fornecidas em folhas ou rolos.


Este modelo de vedação mecânica é aplicada para preencher o espaço entre duas ou mais superfícies acopladas, geralmente para evitar fugas ou entradas de substâncias entre os objetos unidos. Dessa forma, as juntas permitem a junção de superfícies “não perfeitas” nas peças da máquina, que podem acarretar em irregularidades.


Por conta disso, é desejável que essa junta seja feita de materiais capazes de deformar e preencher firmemente o espaço ao qual se destina – como fibras, borrachas, grafite, entre outros.


Suas principais características são elevadas resistência ao esmagamento e baixo relaxamento (creep relaxation).



Vantagens:


  • Menos vazamento: uma vez que as seções transversais do material são menores, reduzindo a exposição à pressão interna.

  • Força de compressão mais forte: Contribui para maiores cargas de superfície capazes de serem aplicadas com segurança

  • Melhor retenção do torque do parafuso: Uma vez que o material mais fino possui características de relaxamento mais baixas.

  • Resistência a explosão: Devido à menor área de seção transversal.


 Materiais normalmente empregados:


  • Fibras: As fibras possuem a função estrutural, determinando, principalmente, as características de elevada resistência mecânica e térmica dos papelões hidráulicos.

    • Inorgânica

    • Aramida

    • Carbono

    • Celulose

    • Vidro

  • Elastômeros: Os elastômeros, vulcanizados sob pressão com as fibras, determinam a resistência química do papelão hidráulico, dando-lhe também as suas características de flexibilidade e elasticidade.

    • Borracha Nitrílica (NBR)

    • Borracha Estireno-butadieno (SBR)

    • Cloropreno (CR)

    • Natural (NR)

    • Hypalon®

  • Cortiças

  • Mica

  • Grafite puro, com chapa lisa ou perfurada

  • Tecidos

  • PTFE puro ou expandido

  • Amianto

  • Metálico



 PTFE

As ótimas propriedades do PTFE incluem resistência a temperaturas extremas desde criogênicas até 260 C. É altamente resistente a químicas, solventes, cáusticos e ácidos, exceto flúor livre e metais alcalinos. Tem a vantagem de não aderir aos flanges, facilitando a troca da junta, quando esta é feita com frequência.

Podem ser fornecidos em uma variedade de formas, tanto como material virgem como reprocessado, ainda com diversos materiais de enchimento. A principal vantagem de adicionar materiais e enchimento ao PTFE é para inibir escoamento à frio e o relaxamento.



Dimensões e Tipos:


Os papelões hidráulicos podem ser utilizados conforme qualquer norma de fabricação, tais como ASME B16.5, ASME B16.47 Séries A e B, DIN, AWWA, NBR, JIS ou com dimensões específicas conforme necessidade.

Podem ser fabricadas tanto para flanges com face com ressalto quanto para flanges com face plana.

Grafite Flexível

Material extremamente seguro, aplicados aos ácidos, soluções alcalinas e compostos orgânicos. Entretanto, em atmosferas oxidantes e temperaturas acima 450 °C, o seu uso deve ser cuidadosamente analisado por conta da possível formação de CO2, reduzindo consequentemente a massa de material.

Aplicados em temperaturas extremas com os mais diversos de produtos químicos. Possuem excelente selabilidade, ótima resistência química e alta condutibilidade térmica e elétrica.